Jornal do Vinho

Todos os rótulos de Francisco

Miolo, Salton e uma vinícola de Jundiaí disputam o título de “vinho do papa” no Brasil

A Salton afirmou que durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, o papa e sua comitiva teriam à disposição mil garrafas de três de seus rótulos: Salton Talento 2007, o espumante Prosecco e o vinho canônico.

A Miolo disse que o papa Francisco teria hoje à sua mesa durante o almoço no seminário Bom Jesus, em Aparecida (SP), o branco RAR Viognier e o tinto Miolo Lote 43.

E uma vinícola de Jundiaí, a Adega Maziero, garantiu que despachou para Aparecida 60 garrafas de um branco e um rosé, feito da uva Niagara, para serem consumidos na missa e no almoço de hoje.

Todo mundo quer tirar uma lasquinha do prestígio e simpatia do papa.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *