Jornal do Vinho

Um (raro) Pinot Noir bom e barato

A R$ 18,98 a garrafa, o chileno Gracia de Chile Reserva pode alegrar o dia a dia de “pinófilos” descapitalizados

Marcos Pivetta/www.jornaldovinho.com.br

17/10/2010

Encontrar um Pinot Noir decente para tomar no dia a dia não é fácil. É uma tarefa muito mais complicada do que achar vinhos bons e baratos feitos à base de Cabernet e/ou Merlot. A oferta de PN no Brasil (e em boa parte do mundo) é pequena, e os Borgonhas, mesmo os mais simples, são muito caros.  Além disso, as garrafas da Nova Zelândia, lugar fora do Borgonha em que, ao lado do estado americano do Oregon, a PN parece ter se adaptado melhor, também não chegam a ser pechinchas.

A saída é recorrer aos PN dos nossos vizinhos chilenos, que têm investido nessa difícil uva nos últimos anos, embora nem sempre com resultados auspiciosos, sobretudo na faixa dos rótulos mais em conta. Se você já se deparou com um PN novomundista que tinha a cor e a potência de um Malbec argentino, escurão e de grande corpo, sabe do que estou falando.

Por isso, foi com alívio que tomei nos últimos meses algumas garrafas de um PN chileno despretensioso que encontrei a R$ 18.98 no supermercado Wall Mart, o Gracia de Chile Reserva Pinot Noir Relativo. Experimentei duas safras, a 2008 e a 2009, e gostei de ambas, com uma ligeira e marginal preferência pela primeira. Há outros varietais dessa linha importada pelo próprio supermercado, alguns também interessantes, como o Carmenère. Mas, para mim, a melhor compra é o PN.

Trata-se de um vinho leve, com cor apenas um pouco mais pronunciada do que alguns rosés escuros  e, melhor de tudo,  aquela fruta deliciosa da PN. Algo como uma cereja.  Claro que não se parece com um Borgonha, mas é um bom PN num estilo fresco, jovem e frutado. O álcool é um pouco elevado, 14% no 2008 e 13,5%  no 2009, mas aceitável. Segundo o site da Viña Gracia,  as uvas do PN vêm do frio Vale de Bio Bio, situado 500 quilômetros ao sul de Santiago e distante 50 quilômetros da costa, e oitenta por certo do vinho (ao menos na safra 2008)  passou por carvalho francês de primeiro, segundo e sobretudo terceiro ano de uso. A presença da madeira é discreta, como deve ser num vinho desse estilo, ótimo para se tomar ligeiramente mais refrescado do que um tinto de mais corpo.  Na minha imprecisa escala de avaliação (veja aqui), dei *** o considerei uma BOA COMPRA.

Uma crítica ao Wall Mart: não daria para tirar a poeira das garrafas de vinho antes de colocá-las à venda? Será que eles acham que a sujeira ajuda a vender mais?  Para mim, o pó só me faz pensar em que corredor do depósito do supermercado as caixas de vinhos foram largadas e esquecidas antes de chegarem às gôndolas.

Print Friendly, PDF & Email

4 thoughts on “Um (raro) Pinot Noir bom e barato

  1. Marcos Pivetta Post author

    João Batista,

    O importador é o próprio Wall Mart. Acho que só vende o vinho nas lojas do grupo.

    abs

    Marcos

  2. joao batista ribeiro

    Prezados amigos gostaria de uma informacao com relacao ao vinho chileno gracia do chile,onde posso encontrar um distribuidor no Brasil,um grande abraco fiquem com DEUS,soco telefone 35-34226651 25-01-11 obrigado.

  3. Kilha Esalq

    Amigos Assépticos, engraçado o pessoal ligar tanto pra detalhes como poeira nas garrafas de vinho, Na Europa, em muitas casas que visitei, isso era O charme….Se pensarmos bem, se o mosto da uva fosse asséptico nunca fermentaria…ah, ah, ah….mas é só pra encher o saco, um abraço a todos.Kilha

  4. Raphael Baruki Ferreira

    WOW…

    Sou um pouco cizudo nas compras dos meus vinhos, e as vezes compro alguns deles no WallMart. Da última vez estive lá para comprar Casillero del Diablo Chardonnay, difícil de encontrar em outros mercados e tinha aos montes por lá, levei o Casas Patronales o qual recebi indicações, mas não gostei.

    Me lembro muito bem desse rótulo, Gracia de Chile, inclusive de grande destaque nas Gôndolas, vou experimentar! Você disse uma verdade, vinhos PN do nosso continente são tão potentes a alcóolicos que explodem na boca, rs…, fiquei super curioso por esse.

    Obs.: O pó do WallMart é realmente absurdo, já reclamei algumas vezes, e perguntei se era tentativa de charme, pois comigo não funcionára.

    [ ]´s

    Enóffillo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *