Jornal do Vinho

Vallontano na Mistral

Pela primeira vez, importadora passa a vender vinhos de um produtor brasileiro

Marcos Pivetta/www.jornaldovinho.com.br

24/09/2007

Os bons vinhos da Vallontano, uma pequena e discreta vinícola do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (veja aqui um breve perfil da vinícola feito há quase 2 anos) entraram para o catálogo da importadora Mistral. É a primeira vez que a importadora paulista inclui rótulos brasileiros em sua lista de produtores, uma das mais extensas e estreladas do país.

Ciro Lilla, dono da Mistral, diz que decidiu incorporar os vinhos do vinícola nacional em seu portfolio depois de provar o Merlot Reserva 2005 da Vallontano com um prato de massa. “Escolhemos esse pequeno produtor justamente por possuir o perfil que apreciamos em nossos produtores do resto do mundo”, escreveu Lilla no catálogo de primavera da Mistral. “São uma pequena empresa familiar, que trabalha com muita paixão, pensando no longo prazo e produzindo vinhos que consideram ser o reflexo do solo e do clima onde são produzidos.”

O único senão é que os rótulos da Vallontano – elaborados pelo enólogo Luís Henrique Zanini, que no momento passa uma temporada de trabalho na Borgonha – surgem agora na Mistral com valores cerca de 50% maiores do que os cobrados até recentemente (tanto que ainda é possível encontrar os vinhos da vinícola a preços mais em conta em algumas lojas). Na Mistral, os vinhos mais baratos custam R$ 37,50 e os mais caros, R$ 49,50. A subida de preço seria indício de um reposicionamento dos produtos da Vallontano no mercado?

A Mistral não é a primeira importadora a incorporar vinhos nacionais em seu catálogo. Em São Paulo, a Decanter, por exemplo, vende os rótulos da Villa Francioni, de Santa Catarina, e a Expand, maior importadora do país, comercializada os tintos do Vale do São Francisco da linha Rio Sol que produz em parceria com os portugueses da Dão Sul.

(publicado em 10/10/2007)
Explicações da Vallontano

A diretoria de marketing da Vallontano Vinhos Nobres Ltda, vinícola do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, mandou email para mim com comentários sobre a matéria “Vallontano na Mistal”, publicado aqui em 24/09/2007 (veja acima). No texto, havia uma referência ao aumento de preços nos vinhos da Vallontano que agora passam a ser vendidos pela Mistral. Como as explicações devem interessar aos leitores, publico aqui o email na íntegra:

Primeiramente agradecemos a sua coluna sobre a parceria entre a Vallontano e a Mistral.

Gostaria de esclarecer algumas questões sobre os preços dos vinhos da Vallontano, pois existem motivos claros, que independem da Mistral, para essa diferença de preço entre os nossos vinhos que estão no mercado há mais tempo e os que estão chegando ao mercado agora.

Infelizmente fomos vítimas de mais um golpe de nosso governo federal às micro e pequenas vinícolas no mês de julho. Passamos a maior parte do último ano enquadrados no Simples Gaúcho, onde pagávamos menos ICMS, porém não tínhamos direito ao crédito desse imposto relativo aos insumos adquiridos. Dessa forma, todos os insumos dos vinhos que estão sendo comercializados agora foram comprados dentro de um regime tributário que não nos deu direito ao crédito. O senhor deve ser conhecedor do novo sistema tributário lançado pelo governo federal no mês de julho, o Super Simples, no qual não são beneficiadas as indústrias de bebidas alcoólicas e, onde, consequentemente voltamos a pagar o valor integral do ICMS. Resumindo, compramos insumos sem crédito de ICMS que agora estão sendo vendidos em um outro sistema, onde estamos pagando o valor total do imposto.

Além disso, algumas lojas especializadas mantêm estoques de muitos meses (ou até anos) atrás, e ainda não fizeram novas compras com os preços atualizados dos vinhos Reserva e das últimas safras, o que deverá acontecer muito em breve, gerando atualização automática desses preços finais.

Contudo, além dos motivos acima citados, cabe ressaltar que fizemos melhorias claras em termos de garrafas, cápsulas e rotulagem dos vinhos que foram lançados nos últimos meses.

Coloco-me à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

Atenciosamente,

Família Vallontano

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *